sábado, 5 de março de 2011

Peguei carona com o amor, parti.

      Eu devia ter me tocado que nosso momento tinha acabado, como eu deveria. Motivos? Ah meu amor, foi o que você mais me deu não é mesmo? Que tola eu né?, mesmo com tudo que vinha acontecendo eu persistia, eu tentava. Eu ficava, porque a minha verdadeira vontade era de concertar a gente. Sempre fomos tão felizes, sempre nos amamos tanto. Eu achava tão INJUSTO o jeito como estávamos um com o outro, você não achava? É, nem preciso de resposta sua, pois sei que não achava. Ou então se achava, se fingia de tolo, até o fim. Persistindo tanto nos erros, experimentando erros novos com tanta frequencia, talvez realmente você estivesse querendo pedir o fim. E eu deveria ter percebido. Quando os abraços já não eram dados com tanta vontade, ou pior - quando eles já não eram mais dados. Quando os beijos eram "xoxos", no puro desanimo que pode haver num amor. Quando você já não falava as palavras lindas que sempre falara pra mim, quando a vontade de estar longe superava a vontade de estar perto. Quando outras coisas, já estavam se tornando mais importante do que eu, do que nós. As coisas mudaram tão de pressa, mas que ironia dessa vida - tudo mudou tão depressa, tão radical. Mas, e o meu amor? Ah, esse aí não gosto nem de comentar - ELE CONTINOU, o mesmo .. ou quem sabe, até com um pouco mais de resistência. E ele tá aqui ainda, até pouco tempo esperando o "nosso amor", aquele lá do começo se lembra ainda? tem que se lembrar, há pouco mais de um ano atrás ele ainda estava nos acompanhando. É, pena ter ido embora. Aliás, quer saber? eu acho que vou pegar carona com esse amor - não vale a pena eu ficar sozinha, tem tantos corações pelo mundo a fora querendo ser preenchido, e um amor tão lindo quanto o que eu tenho aqui dentro, estár por ae? Sozinho? Pode não .
Então coração, me espera que vou contigo. E você meu amor? Ah, você fica por ae - te garanto que você vai ficar bem, você sabe viver sem amor.

Um comentário:

  1. Faço das suas palavras as minhas!
    E no fim te digo.
    Se temos amores tão semelhantes dentro de nós é porque não somos únicos como muitas vezes acabamos pensando!
    Não estamos em extinção.
    Apenas amamos além do que devemos amar algumas pessoas.
    Lindíssimo desabafo!

    Um beijo senhorita!

    ResponderExcluir

foram por amor